Santiago do Chile, 14 mai (EFE) - O Governo chileno rejeitou hoje os atentados registrados na terça-feira na cidade indiana de Jaipur, nos quais morreram 63 pessoas, e manifestou suas condolências às famílias das vítimas.

O Ministério das Relações Exteriores chileno emitiu um comunicado no qual expressa "seu mais enérgico repúdio e condenação a estes atos e faz votos pela pronta recuperação das várias pessoas que ficaram feridas devido a estes atentados".

Também faz chegar "seus sentimentos de profundo pesar e solidariedade às autoridades desse país e aos familiares das vítimas" e manifesta "sua esperança de que os responsáveis sejam levados prontamente perante a Justiça da Índia".

Pelo menos 63 pessoas morreram na terça-feira na explosão de oito bombas colocadas em diferentes pontos da "cidade rosa", como é conhecido o centro histórico amuralhado de Jaipur, segundo o ministro do Interior do Rajastão, Hukmi Chand Kataria.

Outros cem ficaram feridos nas explosões, atribuídas ao grupo islâmico Harkat-ul-Jihad-al-Islami, com base na vizinha Bangladesh.

EFE mw/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.