Chile habilita porto de livre trânsito para Bolívia

LA PAZ (Reuters) - Pelo segundo dia seguido, o Chile fez na terça-feira um gesto de aproximação da Bolívia ao autorizar o livre trânsito de mercadorias do vizinho pelo porto de Iquique, anunciaram os governos de Santiago e La Paz. A abertura de Iquique foi anunciada pelo subsecretário de Relações Exteriores chileno, Alberto Van Kleveren, ao fim de uma visita oficial após os ministros de Defesa de ambos países firmarem um também histórico primeiro acordo de cooperação militar.

Reuters |

'Este é o primeiro porto chileno que se habilita para o livre trânsito para Bolívia depois de 1904 e esse é realmente um marco nas nossas relações bilaterais', disse Van Kleveren, citado pela agência estatal de notícias ABI.

Em um tratado de 1904, a Bolívia aceitou formalmente a perda de sua saída ao mar, ocorrida um quarto de século antes na chamada Guerra do Pacífico, que deixou nas mãos do Chile territórios que eram bolivianos e peruanos, incluindo o porto de Iquique.

Iquique se transformou nas últimas duas décadas em um dos principais acessos da Bolívia ao Pacífico.

Van Klaveren lembrou que apenas nos últimos oito meses os presidentes de Chile e Bolívia, Michele Bachelet e Evo Morales, respectivamente, se reuniram três vezes, além de promoverem oito encontros ministeriais.

Apesar do tratado de 1904, a Bolívia considera que tem direito a uma saída soberana ao mar, o que tem causado uma invariável tensão entre La Paz e Santiago e mantém rompidas as relações diplomáticas entre os países desde 1978.

(Por Carlos Alberto Quiroga)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG