SANTIAGO (Reuters) - Cerca de meio milhão de casas tiveram graves estragos após o terremoto de magnitude 8,8 que atingiu o Chile nesta madrugada, disse a jornalistas a ministra de Habitação, Patricia Poblete. O tremor, um dos mais fortes da história, causou ao menos 147 mortes, tsunami e destruiu casas e pontes, especialmente na região centro-sul do país.

"Temos um cadastro preliminar de que poderíamos ter ao redor de 500.000 casas com danos severos e ao redor de 1,5 milhão de casas afetadas com distintos graus de danos", disse Poblete.

As autoridades declararam parte do país como zona de catástrofe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.