Santiago do Chile, 29 ago (EFE).- O Ministério da Saúde do Chile confirmou hoje que o vírus que afetou perus de duas criações da região de Valparaíso correspondem ao da nova gripe, como já havia sido informado de maneira preliminar no último dia 22.

O Ministério divulgou, através de um comunicado, os resultados finais do estudo realizado pelo Instituto de Saúde Pública, que ratificam que o vírus corresponde à nova gripe.

Segundo números oficiais, esse vírus afeta no Chile, até o momento, 12,194 mil pessoas e causou a morte de 130, mas, nas últimas semanas, observou-se uma tendência descendente no número de contágios.

O Serviço Agrícola e de Criação de Gado detectou o foco em perus depois que, no último dia 13, a empresa Sopraval comunicou a esse organismo estatal uma queda da produção de ovos em duas fazendas nessa região central, próxima a Santiago.

Os perus afetados permanecem, desde então, em quarentena.

As autoridades pediram novamente tranquilidade e reiteraram que este tipo de contágio entre humanos e aves não traz risco para a saúde das pessoas e não é preciso restringir o consumo de carne de aves e ovos, se estes estiverem cozidos.

Apesar disso, será intensificada a vigilância de gripe em pessoas em contato com as aves, haverá uma investigação retrospectiva nos trabalhadores expostos e as medidas de prevenção e controle na população trabalhadora avícola serão reforçadas.

Segundo o ministério, esta é a primeira prova de transmissão deste vírus de humanos a aves, por isso o Governo comunicou este fato à Organização Mundial da Saúde (OMS), a fim de que sejam adotadas as medidas pertinentes. EFE frf/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.