Chile confirma 2º caso da gripe no país

Santiago do Chile, 17 mai (EFE).- O ministro da Saúde chileno, Álvaro Erazo, confirmou hoje o segundo caso da gripe suína no país, de uma mulher de 25 anos que viajou no mesmo avião procedente da República Dominicana e com escala no Panamá no qual chegou a primeira contagiada, também confirmada neste domingo.

EFE |

A jovem, amiga da cidadã chilena de 32 anos que permanece no Hospital do Tórax da capital chilena, permanece isolada e sob observação em uma clínica privada de Santiago do Chile "em boas condições de saúde e recebendo o tratamento antiviral", explicou Erazo em entrevista coletiva.

O ministro afirmou que também são suspeitas de portar o vírus duas pessoas que não viajavam junto às infectadas, em um voo a partir do destino turístico de Punta Cana, mas que tiveram contato com elas.

Erazo explicou que, no voo da companhia aérea Copa, viajavam um total de 110 pessoas, das quais seis são membros da tripulação que já retornaram ao Panamá.

Dos 104 passageiros, 80 foram localizados pelas autoridades de saúde durante o dia para receber o tratamento antiviral e passar por uma revisão médica.

Entre estes, há três casos suspeitos de que se trate da gripe que foram hospitalizados e ainda são estudados, enquanto as demais pessoas receberam alta e foram recomendadas a permanecer um quarentena por um mínimo de 48 horas.

Além disso, pediu aos passageiros do voo Copa 437 que ainda não foram localizados para que entrem em contato com as autoridades sanitárias para se submeter à revisão e receber o tratamento preventivo.

Erazo reiterou o pedido à calma e assegurou que estão sendo adotadas todas as medidas preventivas e de atuação.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE gs/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG