Chile abre licitação para compra de vacinas contra gripe

Santiago do Chile, 22 jul (EFE).- O Governo chileno abriu hoje um processo de licitação internacional para comprar vacinas contra a gripe suína assim que sua produção for iniciada, o que está previsto para setembro.

EFE |

Segundo o ministro da Saúde do Chile, Álvaro Erazo, as doses serão suficientes para três milhões de pessoas, que as receberão gratuitamente.

Erazo explicou que o país comprará seis milhões de unidades, numa proporção de duas doses por pessoa.

Receberão as vacinas os funcionários do setor de Saúde, grávidas, doentes crônicos e crianças. Neste último caso, especula-se que as beneficiadas sejam as menores de dois ou de cinco anos.

O Governo também estuda a possibilidade de fornecer as doses gratuitamente aos maiores de 65 anos. Trata-se de um grupo com níveis baixos de contágio no país, mas que corre risco de doenças respiratórias.

Segundo as autoridades de Saúde, poderão ser produzidas 4,9 bilhões de unidades da vacina, que vão imunizar 2,45 bilhões de pessoas. Os países desenvolvidos já reservaram doses para 893 milhões de pessoas.

De acordo com o último relatório oficial, divulgado na terça-feira, a gripe já matou 68 pessoas no Chile, enquanto o número total de casos chega a 11.293.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE ns/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG