Chicago confirma morte pela gripe e eleva a 12 total nos EUA

Washington, 25 mai (EFE).- As autoridades de saúde de Chicago confirmaram a morte de uma pessoa por causa da gripe suína, informou hoje a imprensa local, o que eleva o número de mortos nos Estados Unidos pela doença a 12.

EFE |

Segundo o "Chicago Sun-Times", o diretor do Departamento de Saúde Pública de Chicago, Damon Arnold, informou que a vítima tinha outra doença e morreu por complicações relacionadas ao vírus AH1N1.

"Sabemos que o vírus ainda está circulando no estado e eu gostaria de lembrar a todos, especialmente àqueles com condições médicas crônicas, que continuem adotando medidas para evitar contrair a gripe", afirmou Arnold.

Esta é a primeira vítima fatal no estado de Illinois, onde há 225 pessoas afetadas pela gripe.

O surto da gripe já atingiu 6.552 pessoas nos Estados Unidos, segundo o último relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, em inglês), que registrou casos em 47 estados e no Distrito de Columbia.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE elv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG