Chiapas rejeita ser estado com mais casos da gripe no México

México, 20 jul (EFE).- O Governo de Chiapas, no sul do México, rejeitou hoje, através de um anúncio à imprensa, que ocupe o primeiro lugar do país em número de infectados pela gripe suína, e afirmou que é apenas o que diagnosticou mais contágios.

EFE |

Esse anúncio ocorre depois que o Ministério da Saúde mexicano indicou que Chiapas tem 2,205 mil casos da gripe suína, 16,1% dos 13,646 mil existentes em todo o país.

A estatística federal mostra Chiapas na frente do Distrito Federal (2,151 mil casos), Iucatã (1,681 mil), Tabasco (720) e Veracruz (712).

Segundo o Governo de Chiapas, liderado por Jaime Sabines, a primeira posição em diagnosticar os casos é porque, no estado, "se procura as pessoas com sintomas da doença" e "não se espera os doentes nos hospitais".

A Administração estadual lamentou também que o ministro da Saúde mexicano, José Ángel Córdova, tenha levado 77 dias para visitar Chiapas, algo que fez pela primeira vez em 8 de julho, apesar do alerta pela epidemia da gripe suína, decretado em 23 de abril.

No México, o primeiro país do mundo onde foi detectada a presença do vírus A (H1N1), morreram até agora 125 pessoas em consequência dessa doença, segundo dados do Governo federal.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE act/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG