Cheney e Yushchenko se reúnem para discutir crise no Cáucaso

Kiev, 5 set (EFE) - O vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, foi recebido hoje em Kiev pelo presidente da Ucrânia, Viktor Yushchenko, com quem discutirá a crise no Cáucaso.

EFE |

Segundo fontes ucranianas, as duas partes manifestarão novamente seu apego aos princípios de não violação de fronteiras e à integridade territorial e abordarão o reconhecimento por parte da Rússia da independência das regiões separatistas georgianas da Ossétia do Sul e da Abkházia.

Os dois líderes analisarão também as perspectivas de entrada da Ucrânia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), operação que conta com o total respaldo americano.

Cheney chegou na véspera à Ucrânia após visitar Tbilisi, onde destacou o compromisso americano e do "mundo livre" com a reconstrução econômica e a integridade territorial da Geórgia.

Na capital georgiana, Cheney condenou as ações militares de Moscou a Tbilisi que, disse, "questionam a confiança (da Rússia) como membro internacional".

O vice-presidente americano qualificou a atuação da Rússia no conflito de "tentativa ilegítima e unilateral de modificar à força" as fronteiras da Geórgia, o que, destacou, "foi universalmente condenado pelo mundo livre".

Enquanto isso, em Moscou, a Chancelaria russa advertiu de que as promessas dos Estados Unidos de que a Geórgia será, muito em breve, aceita na Otan não fazem mais que estimular as "ambições agressivas" do presidente georgiano, Mikhail Saakashvili.

Essas promessas "só servem para fortalecer um perigoso sentimento de impunidade do regime do senhor Saakashvili e encorajam suas ambições agressivas", declarou em entrevista coletiva o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores russo, Andrei Nesterenko. EFE bk/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG