Cheney é internado após sentir dores no peito

WASHINGTON (Reuters) - O ex-vice-presidente norte-americano Dick Cheney foi internado na segunda-feira após sentir dores no peito e, segundo seu gabinete, ele descansava confortavelmente enquanto médicos avaliavam seu estado. Cheney, 69, que serviu como vice-presidente entre 2001 e 2009 durante o governo do presidente George W. Bush, tem um longo histórico de problemas cardíacos e já tem um desfibrilador implantado no coração desde 2001.

Reuters |

"O ex-vice-presidente Cheney está no Hospital de George Washington depois de sentir dores no peito", informou seu gabinete em comunicado.

"Seus médicos estão avaliando a situação e ele está descansando confortavelmente."

Cheney já teve quatro enfartes, o mais recente logo após a eleição em novembro de 2000, que o elegeu como vice-presidente. Esse ataque foi considerado leve e o desfibrilador foi implantado pouco tempo depois do ocorrido.

Desfibriladores cardioversores monitoram o coração e dão "choques" para que o órgão retorne ao ritmo normal se houver qualquer batimento anormal.

O dispositivo foi substituído em 2007 porque a bateria estava se desgastando. O gabinete de Cheney disse na época que o desfibrilador estava funcionando corretamente e que não havia qualquer batimento cardíaco anormal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG