Cheney deixa do hospital após ataque cardíaco

WASHINGTON (Reuters) - O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Dick Cheney foi liberado de um hospital em Washington nesta quarta-feira, após ter sido tratado de um ataque cardíaco, o quinto que ele sofre em 32 anos. O escritório de Cheney disse que ele estava se sentindo bem nesta manhã e que ele recebeu alta do hospital da Universidade George Washington.

Reuters |

De acordo com um comunicado, ele vai retomar sua agenda normal em breve.

Cheney, de 69 anos, vice do ex-presidente norte-americano George W. Bush, foi hospitalizado na segunda-feira, sofrendo dores no peito.

Exames revelarem evidências de um leve ataque cardíaco. Ele foi submetido a um teste de estresse e a um cateterismo, na qual um tubo fino é colocado em uma veia sanguínea no braço ou na perna, e inserido no coração para determinar se há algum bloqueio.

No hospital, Cheney recebeu ligações do atual vice-presidente, Joe Biden, e do presidente Bush.

Os ataques cardíacos anteriores de Cheney foram em 1978, 1984, 1988 e 2000. O último ocorreu logo após as eleições de novembro de 2000, quando ele foi eleito vice-presidente.

(Reportagem de Steve Holland)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG