ataque injustificado da Rússia à Geórgia - Mundo - iG" /

Cheney critica ataque injustificado da Rússia à Geórgia

WASHINGTON - O vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, qualificou hoje a ofensiva militar da Rússia na Geórgia como um ataque injustificado a uma jovem democracia.

EFE |

Em comparecimento em uma convenção em Phoenix (Arizona), ele lembrou que a comunidade internacional condenou a "invasão de um vizinho soberano e democrático" por parte da Rússia e a decisão de Moscou de reconhecer a independência das duas regiões separatistas georgianas da Ossétia do Sul e a Abkházia.

Na terça-feira, o presidente russo, Dmitri Medvedev, anunciou em discurso transmitido pela televisão que assinou os decretos sobre o reconhecimento da independência de ambas as regiões georgianas e pediu a outros Estados para seguir seu exemplo e fazer o mesmo.

Cheney afirmou que os Estados Unidos enviaram aos georgianos nas últimas semanas a "clara mensagem" de que apóiam sua democracia e de que trabalharão "para garantir a integridade territorial da Geórgia como nação livre e independente que é", disse.

O vice-presidente fez as declarações antes de iniciar, em 2 de setembro, uma viagem que o levará, entre outras capitais, a Tbilisi, onde se reunirá com o presidente georgiano, Mikhail Saakashvili.

Durante a incursão militar da Rússia na Geórgia, Cheney utilizou duras palavras contra o país, ao advertir de que as ações russas "não deveriam passar sem resposta".

A porta-voz de Cheney, Lea Ann McBride, informou que o vice-presidente disse em conversa telefônica com Saakashvili, em 11 de agosto, que as ações militares da Rússia "terão conseqüências graves para suas relações com os EUA e a comunidade internacional".

Leia mais sobre conflito no Cáucaso

    Leia tudo sobre: georgiageórgiaossétia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG