Roma, 9 set (EFE).- O vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, disse hoje, em Roma, que a comunidade internacional lamenta as ações militares da Rússia no Cáucaso e condena as tentativas unilaterais e ilegítimas de alterar com as armas as fronteiras da Geórgia.

Cheney fez estas declarações na entrevista coletiva que ofereceu junto com o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, após o encontro que os dois tiveram no romano Palácio Chigi, sede do Executivo italiano.

O vice-presidente dos EUA também se referiu à situação iraniana e disse que os dois políticos concordam em que "não se pode dar ao Irã a possibilidade de obter a bomba atômica".

Além disso, Cheney e Berlusconi analisaram as relações bilaterais e ressaltaram que os laços entre as duas Administrações "nunca foram mais fortes".

Cheney está em Roma desde a tarde de domingo e ontem se reuniu com o presidente italiano, Giorgio Napolitano, com quem conversou durante uma hora sobre a colaboração entre a União Européia (UE) e os EUA em conflitos internacionais, como o do Cáucaso. EFE JL/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.