Chegam ao Canadá 40 passageiros de avião sequestrado na Jamaica

Toronto (Canadá), 21 abr (EFE).- Começaram a chegar hoje a Halifax, no Canadá, os primeiros 40 passageiros do avião da companhia aérea CanJet que foram sequestrados no domingo, na Jamaica, passando horas em uma situação que descreveram como horrorosa.

EFE |

O grupo de passageiros chegou ao aeroporto internacional de Halifax na manhã de hoje, sendo recebido por quase 200 pessoas, entre parentes e amigos.

Brenda Grenier, uma dos 159 passageiros do voo 918 da CanJet, disse à televisão pública canadense "CBC" que o sequestro "foi terrível. Foi horroroso. O homem tinha uma arma e queria matar as pessoas".

O crime começou na noite do domingo no aeroporto Sangster, em Montego Bay, quando o jamaicano Stephen Fray, de 21 anos, subiu armado no avião, rendendo a tripulação.

Apesar das informações iniciais darem conta de que ele pediu para ser levado para Cuba, a passageira disse que o sequestrador queria, na verdade, ir para os Estados Unidos e tomou o controle do avião sem saber que seu destino final era o Canadá.

Os 159 passageiros e dois tripulantes foram libertados após duas horas, graças à negociação de uma das aeromoças, que convenceu o sequestrador a deixá-los partir em troca de seu dinheiro.

Fray continuou mantendo seis reféns até que forças especiais da Polícia canadense entraram no avião através de uma janela da cabina dos pilotos, revelou hoje a televisão canadense "CTV".

A CanJet disse que diversos passageiros do voo 918 decidiram seguir com seus planos originais e continuar suas férias na Jamaica ou em Cuba. EFE jcr/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG