Chegam a Varsóvia os restos mortais de 30 vítimas em Smolensk

Varsóvia, 14 abr (EFE).- Os restos mortais de 30 das 96 vítimas do acidente aéreo de Smolensk (Rússia) chegaram hoje ao aeroporto de Varsóvia, onde no sábado será realizado um funeral coletivo, no qual será velado o presidente polonês, Lech Kaczynski, e sua esposa, Maria.

EFE |

Entre os corpos repatriados hoje está o do governador do Banco Nacional Polonês, Slawomir Skrzypek, e dos vice-presidentes primeiro e segundo do Parlamento, Jerszy Szmajdzinski e Krzysztof Putra.

Parentes das vítimas e uma delegação de políticos, com o primeiro-ministro polonês, Donald Tusk, e o presidente do Parlamento e chefe de estado interino, Bronislaw Komorowski, à frente, receberam os corpos no aeroporto.

Os caixões foram tirados do avião por grupos de soldados e cobertos com a bandeira nacional polonesa, enquanto as famílias se aproximavam dos corpos, deixando flores entre lágrimas e soluços.

Após receber homenagens militares e religiosas, os caixões partirão em um cortejo fúnebre até ao palácio Torwar, onde permanecerão até o funeral de sábado.

As famílias dos mortos receberão uma indenização de 40 mil zloty (pouco menos de 10 mil euros) a cargo do Estado polonês.

Os demais corpos das vítimas chegarão nos próximos dias, embora o porta-voz governamental, Pawel Grass, já tenha antecipado que nem todos estarão em Varsóvia para o ato de sábado.

Um dia depois, no domingo, o castelo Wawel de Cracovia acolherá o enterro do casal presidencial Kaczynski, em cerimônia à qual participarão chefes de Estado e de Governo de todo o mundo, entre eles o presidente americano, Barack Obama. EFE nt/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG