Chegam a 93 os mortos por rompimento de represa na Indonésia

JACARTA - Chegou a 93 o número de mortos pelo rompimento de uma represa próxima à capital da Indonésia, Jacarta, enquanto continuam as operações de busca de mais de 100 desaparecidos, com o auxílio de cães adestrados e de escavadeiras para retirar os escombros, após três dias da catástrofe.

EFE |

A onda de mais de três metros de altura causada pelo rompimento da barreira ainda deixou cerca de 100 feridos, que foram levados para dois hospitais.

Centenas de pessoas precisaram deixar suas casas e foram temporariamente alojadas em um acampamento de emergência, já que a água inundou mais de 400 residências, a metade delas derrubadas ou gravemente avariadas, assim como diversas sedes de empresas, cinco subestações de energia e uma escola.

AP
Água tomou conta das ruas da região sudoeste de Jacarta

Água tomou conta das ruas da região sudoeste de Jacarta



A comporta da represa de Situ Ginung, em Ciputat, na região de Tangerang, cidade industrial próxima a Jacarta se rompeu por volta das 16h (pelo horário de Brasília) de quinta-feira, provavelmente por não suportar o peso da água causado por fortes e contínuas chuvas.

A barragem, de dez metros de altura e construída quando a Indonésia ainda vivia sob domínio holandês, em 1933, continha cerca de 2 milhões de metros cúbicos de água do rio Pesanggrahan.

Leia mais sobre: Indonésia

    Leia tudo sobre: indonésia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG