Quito, 8 jun (EFE).- O número de infectados pela gripe suína no Equador subiu a 60, como revelou hoje o subsecretário de Saúde, Marcelo Aguilar, que reiterou que o vírus não circula no país e que a situação está controlada.

"Até o momento são 60 casos no Equador. Temos 49 em Guayaquil, cinco em Quito, três em Machala, um em Manta e dois em Cuenca", disse Aguilar a uma rádio local.

Ele esclareceu que todos estão com casos que chegaram de outros países que têm uma circulação contínua. "São contatos diretos e próximos aos casos importados que chegaram até o momento", ressaltou.

O subsecretário de Saúde assegurou que a tendência no país é de "dispersão", o que geograficamente significa "que vão aparecer novos casos em outros lugares".

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE sm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.