Chegam a 56 mortos pela gripe na Argentina

Buenos Aires, 5 jul (EFE).- Uma mulher de 26 anos morreu na província de Córdoba, com o que chegou a 56 o número de vítimas da gripe suína na Argentina, onde o Governo pediu hoje à população que mude hábitos perante o avanço da doença.

EFE |

O diretor do hospital Iturraspe, em Córdoba, Mario Vignolo, informou que uma mulher que estava internada morreu pelo vírus após ter dado à luz dias atrás. A criança, segundo ele, "está bem e saudável".

A nova morte se junta às 55 confirmadas ontem pelo ministro da Saúde, Juan Manzur, que hoje pediu à população "responsabilidade individual e social", além da mudança de "alguns hábitos" para frear o avanço da doença.

O Ministério da Saúde informou ontem à noite em comunicado que existem 2.409 casos confirmados da gripe, embora Manzur tenha admitido na sexta-feira que o número de infectados pode chegar a 100 mil.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE ms/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG