Chegada do inverno na Europa deixa mais de 60 mortos e caos nos transportes

A chegada do inverno à Europa, com nevascas e temperaturas abaixo de zero, deixou dezenas de vítimas fatais por causa do frio e de acidentes, além de ter provocado situações caóticas em vários serviços ferroviários, entre eles o Eurostar Paris-Londres, além de atrasos e cancelamentos de voos.

AFP |

Quarenta e duas pessoas morreram de frio no fim de semana na Polônia, onde foram registradas temperaturas inferiores aos 20 graus centígrados.

O número eleva a 69 os mortos neste país desde o início de dezembro.

Seis pessoas morreram em acidentes na Alemanha e três na Áustria.

Em Londres, a companhia ferroviária Eurostar anunciou nesta segunda-feira a abertura de uma investigação para esclarecer os incidentes que na sexta passada paralisaram a circulação de trens de passageiros sob o Canal da Mancha.

A companhia também não deu garantias de que o serviço de ligação de alta velocidade entre Londres e Paris será retomado normalmente na terça-feira.

"Sinceramente lamentamos ter que tomar esta decisão e entendemos a frustração decepção dos passageiros", afirma a companhia em um comunicado.

Além de repor a passagem, a companhia se comprometeu em pagar indenizações pelas inconveniências causadas pela suspensão das viagens aos passageiros, muitos dos quais passaram até 15 horas sem alimentos.

A diferença de temperatura entre o frio ao ar livre e o calor no túnel sob o canal paralisou as operações.

Segundo a Eurostar, 24.000 pessoas estão atualmente bloqueadas dos dois lados do Canal da Mancha.

O secretário de Estado francês do Transporte, Dominique Bussereau, anunciou o início de uma investigação sobre o ocorrido no Eurostar e classificou os fatos de inadmissíveis.

Inúmeros voos também foram cancelados nos aeroportos europeus.

O aeroporto parisiense de Roissy-Charles de Gaulle tinha previsto cancelar 20% de seus voos nesta segunda-feira, segundo a Direção Geral da Aviação Civil (DGCA).

Na Espanha, duas das quatro pistas do aeroporto de Madri-Barajas tiveram de ser fechadas por problemas de visibilidade.

Mais de 50 voos foram cancelados e oito trens de alta velocidade paralisados pela neve.

Setecentas pessoas passaram a noite no aeroporto de Amsterdã-Schopol por causa de dezenas de voos cancelados.

No fim de semana, milhares de europeus ficaram bloqueados em trens, estações, estradas e aeroportos.

A temperatura atingiu 33,6 graus negativos na madrugada de sábado na Baviera (sul da Alemanha). A França teve uma das noites mais frias do ano, com -24ºC no domingo.

O frio e a neve também atingiram o sul da Europa. Várias regiões do norte e do centro de Portugal foram colocadas em estado de alerta no domingo, e o tráfego aéreo continuava muito perturbado no aeroporto internacional de Madeira.

lpt/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG