Chegada de imigrantes ilegais à Itália tem queda de 92% desde maio

Roma, 26 ago (EFE).- A chegada de imigrantes ilegais às costas italianas teve redução de 92% desde 5 de maio, graças à medida adotada pelo Executivo de repatriar os clandestinos interceptados no mar.

EFE |

O anúncio foi feito hoje pelo ministro do Interior italiano, Roberto Maroni, que estava em Cortina D'Ampezzo, nordeste do país.

Ele explicou à imprensa italiana que no mesmo período de 2008 tinham chegado às costas italianas 14.220 imigrantes ilegais, enquanto este ano somente 1.345 alcançaram o país.

"Deles, 14 mil chegaram a partir da Líbia em 2008, enquanto este ano apenas 1.300 chegaram", explicou Maroni, que ressaltou que os números mostram que os acordos com a Líbia para repatriar os imigrantes que forem interceptados em águas internacionais após ter deixado o país norte-africano "funcionam".

Maroni expressou apoio ao pedido feito pelo ministro de Assuntos Exteriores, Franco Frattini, que em 23 de agosto exigiu uma repartição e uma distribuição proporcional dentro da União Europeia (UE) dos imigrantes ilegais que alcançarem as costas dos países-membros do bloco.

O ministro do Interior concluiu que é necessário que a UE estabeleça "regras comuns para evitar que os países disputem para ver quem rejeita mais imigrantes". EFE ebp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG