Chega a Paris legionário brasileiro suspeito de assassinatos no Chade

O legionário francês de origem brasileira suspeito de ter matado quatro pessoas em Abeche, no leste do Chade, em 7 de abril passado, chegou nesta sexta-feira à França, para depor no Tribunal das Forças Armadas de Paris, informou uma fonte ligada ao caso.

AFP |

Josafá de Moura Pereira, de 26 anos, é suspeito de matar dois camaradas, um sargento de origem guineana e um legionário de origem romena, que integravam a Eufor, a força européia de manutenção da paz no Chad, antes de assassinar um soldado do Togo membro da Missão das Nações Unidas na África Central (Minurcat) e um camponês chadiano.

Josafá de Moura Pereira chegou ao aeroporto de Roissy às 17H30 local (12H30 Brasília), a bordo de um avião militar francês, revelou a fonte.

O jovem foi detido no dia 9 de abril, pela polícia chadiana, quando tentava obter água após dois dias de fuga pela árida região de Abeche.

mat/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG