Chega a 51 o número de mortos por chuvas na China

Pequim, 5 nov (EFE).- Subiu para 51 o número de mortos no sudoeste da China por quedas de barreiras, terra e pedras provocadas pela chuva, sendo 40 na província de Yunnan e outros 11 na região autônoma de Guangxi.

EFE |

Segundo relatório do departamento de Assuntos Sociais da Prefeitura Autônoma de Chuxiong Yi, em Yunnan, citado pela agência oficial de notícias chinesa "Xinhua", 43 pessoas permanecem desaparecidas nesta província, onde também ficaram feridas 10 pessoas.

Além disso, 60,8 mil pessoas foram evacuadas e mais de 1,27 milhões desabrigadas em 13 cidades, incluindo a capital provincial, Kunming, e outras cidades desta província sudoeste fronteiriça com Vietnã, Laos e Mianmar.

O relatório assinalou que são já 1.500 as casas derruídas pelas fortes chuvas dos últimos dias, e outras 15 mil ficaram danificadas.

As perdas econômicas diretas ocasionadas pelas chuvas em Yunnan alcançaram US$ 86,64 milhões (67,37 milhões de euros).

Apesar de os dados do departamento de Assuntos Sociais da Prefeitura Autônoma de Chuxiong Yi não detalharem as baixas em cada uma das cidades de Yunnan, somente em Chuxiong já se contam 24 mortos e 42 desaparecidos.

Aos US$ 1,46 milhões (1,12 milhões de euros) destinados pelo Governo provincial para o auxílio nas zonas afetadas, somam-se os US$ 1,9 milhões (1,47 milhões de euros) anunciados pelo Ministério de Assuntos Sociais chinês.

O Governo de Chuxiong assinalou que nestes momentos a prioridade é o desbloqueio das estradas para assegurar a recepção dos envios de ajuda.

A provisão de energia, as telecomunicações, e os serviços educativos, sanitários e de transporte ficaram danificados.

Já em Guangxi, embora não haja desaparecidos nem feridos, 1,1 milhões de pessoas e 87 hectares de cultivo foram afetados pelas chuvas e se estima que as perdas econômicas diretas cheguem a US$ 100 milhões (77,79 milhões de euros).

As chuvas continuarão pelo menos até amanhã, segundo as previsões, o que dificultará os trabalhos de resgate. EFE jt-ub/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG