LISBOA - O Governo regional da Ilha da Madeira, território de Portugal, anunciou neste domingo que o número de mortos por causa do temporal que castigou neste sábado o arquipélago chega a 38 e admitiu que poderia haver mais vítimas fatais.


Imagens de televisão mostraram poderosas correntes de água e lama invadindo as ruas da capital da Madeira, Funchal, e arrastando carros e árvores. Mais de 60 pessoas foram hospitalizadas, disse a agência de notícias estatal Lusa.

O primeiro-ministro José Sócrates expressou sua "profunda comoção" pela magnitude do desastre. As autoridades portuguesas prometeram organizar o envio de ajuda para a região autônoma.

*Com informações das agências EFE e Reuters

Leia mais sobre: Portugal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.