Chega a 33 o número de mortos por chuvas nas Filipinas

De acordo com o Conselho Nacional para a Gestão de Desastres, 450 mil estão desabrigados

EFE |

Manila - As autoridades das Filipinas elevaram neste sábado a 33 o número de mortos pelas inundações e deslizamentos de terra ocorridos no leste e no sul de país em consequência das chuvas que começaram a cair na semana passada.

De acordo com o Conselho Nacional para a Gestão de Desastres, são 450 mil as pessoas desabrigadas, enquanto, mesmo com a melhora da situação em algumas zonas, outras 11 mil permanecem em centros de assistência.

O estado de calamidade continua vigente nas províncias de Albay e Surigao do Sul, assim como em vários municípios de Agusan do Sul, o mais afetado.

A organização Green Coalition indicou que as explorações mineiras e a poda ilegal de árvores são as culpadas pela situação na região de Caraga. Já os especialistas das agências internacionais identificaram a favelização como o principal fator para a potencialização do desastre, o que evidencia o péssimo estado da infraestrutura do país e a falta de preparo e de meios da gestão de Benigno Aquino para responder às emergências.

    Leia tudo sobre: Filipinasinundaçãodeslizamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG