Chega a 17 número de pessoas afetadas por gripe no Equador

Quito, 24 mai (EFE).- O subdiretor de Saúde do Equador, Ricardo Cañizares, informou hoje que foram confirmados sete novos casos de gripe suína durante este fim de semana, com o que chega a 17 o número de pessoas contagiadas pelo vírus da doença no país.

EFE |

Cañizares disse ao canal "Ecuavisa" que os novos sete casos foram detectados na cidade portuária de Guayaquil (sudoeste), sendo fundamentalmente crianças, de entre 8 e 15 anos de idade.

Os novos casos estão vinculados com as crianças que foram confirmadas nos dias anteriores e que iam a colégios, cujas aulas foram suspensas.

As autoridades equatorianas suspenderam as aulas, por oito dias, de dois colégios de Guayaquil, frequentados pelos menores infectados.

Dos 17 casos detectados no Equador, dois se encontram em Quito e os restantes em Guayaquil.

O Ministério de Saúde equatoriano insistiu em que o vírus AH1N1 não circula no país e que os afetados contraíram a doença no exterior ou por relação entre eles.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE fa/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG