Chefe militar da Otan diz que situação no Afeganistão não é desesperadora

Bruxelas, 2 jul (EFE).- O almirante americano James Stavridis afirmou hoje que a situação no Afeganistão é muito desafiadora, mas não desesperadora.

EFE |

As declarações foram feitas depois que o militar assumiu o comando das tropas da Organização do Atlântico Norte (Otan) na Europa, em substituição ao general John Craddock.

Segundo um comunicado da Aliança, Stavridis definiu a Otan como "um das pontes" construídas para "definir e manter" os valores e liberdades de seus países-membros em meio "as velozes corredeiras da História".

"A História é desordenada e caótica", afirmou o oficial no quartel-general de Mons (Bélgica), onde o secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer, comandou a cerimônia em que o americano tomou posse.

Stavridis é o 16º oficial americano a assumir o cargo de comandante supremo aliado desde que o posto foi ocupado pela primeira vez, em 1951, pelo general Dwight D. Eisenhower. EFE met/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG