Chefe do TPI inicia visita à Colômbia para ver processos de paramilitares

Bogotá, 25 ago (EFE).- O promotor-chefe do Tribunal Penal Internacional (TPI), Luis Moreno Ocampo, começou hoje uma visita de três dias à Colômbia na qual reunirá informações sobre processos judiciais contra paramilitares de direita, por crimes lesa-humanidade, e contra políticos, por ligações com esses esquadrões ilegais.

EFE |

Em sua segunda visita em menos de um ano à Colômbia, Ocampo foi recebido em Bogotá pelo vice-presidente colombiano, Francisco Santos, e pelos ministros das Relações Exteriores, Jaime Bermúdez, e do Interior e Justiça, Fabio Valencia Cossio.

Ocampo deve assistir amanhã à exumação de vítimas do grupo paramilitar Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC) na zona de Urabá, para onde também viajará o juiz espanhol Baltasar Garzón.

O promotor-chefe do TPI, convidado pelo Governo e pela Procuradoria da Colômbia, também participará de um ato de "prestação de contas" do procurador-geral colombiano, Mario Iguarán, e conversará com magistrados deste país.

Ocampo expressou há poucas semanas, em carta enviada ao Governo colombiano, seu interesse em saber as razões pelas quais foram extraditados aos Estados Unidos 15 dos ex-chefes das AUC, grupo que realizou conversas de paz com o Governo entre 2003 e 2006, e desmobilizou mais de 31 mil combatentes. EFE gta/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG