O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, estimou nesta segunda-feira que a importância do arsenal nuclear americano crescerá nos próximos anos, já que a Rússia está reforçando seu potencial atômico.

"Está claro que os russos planejam (...) fortalecer sua capacidade nuclear (...) e que sua dependência, cada vez maior, a esta capacidade (...) aumenta a importância de nossas armas atômicas como elemento de dissuasão".

Gates admitiu que isto se deve, em parte, ao risco de proliferação nuclear, mas também porque a Rússia mudou seu enfoque tradicional nas forças convencionais e fortaleceu seu arsenal atômico.

O secretário da Defesa revelou à imprensa que fez tal comentário em uma reunião fechada com comandantes da Força Aérea, para explicar a substituição dos chefes da instituição.

Mais cedo, Gates fez um discurso lamentando a substituição do general T. Michael Moseley, chefe do Estado-Maior da Força Aérea, e do secretário da arma, Michel Wynne, no qual destacou "que não há lugar para erros nesta missão".

Segundo Gates, "sérios questionamentos sobre a segurança do nosso arsenal nuclear surgiram na mente dos americanos e dos aliados internacionais".

jm/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.