Zeng Jinchun foi condenado por ter aceitado suborno

O diretor do departamento disciplinar do Partido Comunista da China (PCCh) na cidade de Chenzhou (província de Hunan) foi fuzilado por ter aceitado suborno, informou a agência oficial "Xinhua".

Zeng Jinchun, que também era subsecretário do Comitê Municipal, recebeu subornos no valor de 31 milhões de iuanes (US$ 4,7 milhões) durante o desempenho de cargos locais entre 1997 e 2006, segundo a sentença de um tribunal de Changsha, capital de Hunan.

Em troca do dinheiro, Zeng ofereceu contratos ao setor minerador e postos de trabalho, acrescentou a sentença. Zeng foi condenado à morte em novembro de 2008, e a apelação da sentença solicitada pelo réu foi rejeitada em julho do ano passado.

Dezenas de autoridades chinesas são condenadas à morte todos os anos por corrupção, um delito que para o Governo chinês é a principal causa das críticas dos cidadãos ao partido que dirige o país desde 1949.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.