rápida e justa para jornalista - Mundo - iG" /

Chefe do Judiciário iraniano pede apelação rápida e justa para jornalista

Teerã, 20 abr (EFE).- O chefe do Poder Judiciário iraniano, aiatolá Mahmoud Shahroudi, pediu hoje que o processo de apelação no caso da jornalista americana com ascendência iraniana Roxana Saberi, condenada no sábado passado a oito anos de prisão por espionagem, seja justo e rápido.

EFE |

Em comunicado divulgado hoje em Teerã, o clérigo afirma que os diferentes aspectos deste caso "devem ser considerados de uma forma justa, adequada e rápida".

A ordem ocorre apenas 24 horas depois de o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, enviar uma carta ao procurador-geral de Teerã, Said Mortazavi, pedindo que este supervisionasse o processo e assegurasse que Saberi "possa se defender" e receba tratamento de acordo com a lei.

Saberi, jornalista freelancer americana de ascendência iraniana, foi detida em 31 de janeiro, aparentemente quando comprava uma garrafa de vinho, cujo consumo é proibido no Irã.

No entanto, desde então, as acusações contra ela oscilaram da suposta compra da citada bebida - segundo o pai da jornalista - até a denúncia de que trabalhava de forma ilegal, após ter expirado sua credencial de imprensa.

Em 9 de abril de 2009, poucos dias antes do início do julgamento a portas fechadas, o procurador Hassan Zare Dehnavi acusou Saberi, cuja segunda nacionalidade o Irã não reconhece, de espionar para os Estados Unidos. EFE jm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG