Chefe do Hisbolá pede que Hamas mate o maior número possível de israelenses

Beirute, 3 jan (EFE).- O chefe do Hisbolá, xeque Hassan Nasrallah, conclamou hoje o Hamas a matar o maior número possível de israelenses e causar o maior mal possível a Israel, que iniciou esta tarde sua ofensiva terrestre contra a Faixa de Gaza, submetida há oito dias a intensos bombardeios.

EFE |

"Nossos irmãos da 'resistência' palestina sabem como causar o maior dano possível ao inimigo israelense durante o confronto terrestre, o que lhes permitirá ganhar a batalha", afirmou Nasrallah, através de uma videoconferência a milhares de seus seguidores.

Segundo ele, não é o fato de Israel entrar por várias partes deste território palestino "que determinará a batalha, mas o fato de a 'resistência' matar o maior número de soldados e destruir seus tanques".

Nasrallah acusou a comunidade internacional de dar tempo a Israel para entrar na Faixa antes de o Conselho de Segurança da ONU pudesse tomar alguma decisão.

O chefe do Hisbolá disse que "se enganam aqueles que pensavam que poderão terminar com a 'resistência', que, pelo contrário, se reforçará e não terá limites nem proibições". EFE ks/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG