Chefe do Exército tailandês pede para se retirar estado de exceção em Bangcoc

Bangcoc, 11 set (EFE).- O chefe do Exército tailandês, general Anupong Paochinda, exigiu hoje do primeiro-ministro interino, Somchai Wongsawat, que retire imediatamente o estado de exceção declarado na capital por seu antecessor, Samak Sundaravej.

EFE |

Paochinda assegurou que a situação já está sob controle e que a Polícia pode manter a segurança sem poderes especiais, apoiados por soldados em caso de acontecer algum imprevisto.

O general voltou a apostar pela formação de um Governo de união nacional para superar a atual crise política, mas ressaltou que isso não será possível até que os partidos aproximem suas posturas e se mostrem dispostos a fazer sacrifícios.

Sundaravej, recém inabilitado pelo Tribunal Constitucional por incompatibilidade de funções, decretou o estado de exceção em Bangcoc no dia 1º de setembro, depois que um choque entre seguidores e opositores do Executivo causasse um morto e dezenas de feridos.

EFE grc/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG