Chefe do Exército da Tailândia pede renúncia do governo

BANGCOC (Reuters) - O chefe do Exército da Tailândia disse ao governo eleito do país na quarta-feira que renuncie e convoque eleições antecipadas como forma de sair de uma crise política cada vez mais profunda. Ele, no entanto, disse que um golpe não resolveria os problemas do país no momento. Se um golpe pusesse fim a todos os problema, eu o faria, disse Anupong Paochinda a jornalistas. Isso não resolverá nada, insistiu, em meio a especulações de que o governo o retiraria do cargo.

Reuters |

Em entrevista coletiva em Bangcoc, Paochinda também disse aos manifestantes da Aliança Popular pela Democracia (APD) que se retirem do aeroporto internacional de Bangcoc e parem a campanha contrária ao governo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG