Chefe do aparato militar da ETA é detido na França

Madri, 17 nov (EFE).- Agentes da Polícia francesa e da Guarda Civil da Espanha detiveram na madrugada de hoje (local) no sul da França Mikel Garikoitz Aspiazu Rubina, conhecido como Txeroki, considerado o suposto chefe do aparato militar da ETA, informaram à Agência Efe fontes da luta antiterrorista.

EFE |

"Txeroki" foi detido junto com uma mulher, ambos armados, nas proximidades da estação de esqui de Cauterets, próxima à localidade de Lourdes.

O principal responsável pelos comandos da ETA nasceu em Bilbao, no dia 6 de julho de 1973, e é considerado o principal responsável da ETA após a detenção em 2004 de Mikel Antxa e de Soledad Iparaguirre, conhecido como "Anboto".

Investigadores atribuem a ele o assassinato do magistrado José María Lidón em novembro de 2001.

No começo deste mês, o ministro do Interior espanhol, Alfredo Pérez Rubalcaba, revelou que dois "etarras" detidos do comando Nafarroa declararam a um juiz que Aspiazu lhes tinha confessado ser o autor do ataque em Capbreton (França), no dia 1º de dezembro de 2007, aos guardas civis Fernando Trapero e Raúl Centeno. EFE lss/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG