Chefe de Sindicato de Jornalistas do Iraque é ferido em atentado

Bagdá, 20 set (EFE) - O chefe do Sindicato de Jornalistas do Iraque, Muaid al-Lami, e outras quatro pessoas ficaram feridas hoje na explosão de uma bomba no norte de Bagdá, informaram à Agência Efe fontes do Ministério do Interior iraquiano. Segundo as fontes, a bomba foi detonada perto da entrada principal do sindicato, situado na área de Al-Waziriya. Lami ficou ferido pelos vidros quebrados na explosão.

EFE |

O atentado causou graves danos em carros de alguns membros do sindicato.

Lami foi eleito para o cargo há dois meses, depois que o último chefe desse sindicato, Shihab al-Tamimi, foi assassinado no começo do ano por um grupo armado.

Segundo dados do Sindicato de Jornalistas, mais de 280 membros e trabalhadores da imprensa morreram no Iraque em ataques desde que tropas americanas invadiram o país, em março de 2003.

Organizações de imprensa internacionais denunciaram que o Iraque é o país mais perigoso para desempenhar trabalhos jornalísticos. EFE ah/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG