Chefe de segurança da ONU renuncia por possíveis erros cometidos em atentado

Nações Unidas, 24 jun (EFE).- O principal responsável de segurança da ONU, o britânico David Veness, apresentou sua renúncia por possíveis erros cometidos na proteção dos escritórios do organismo em Argel que foram alvo de um atentado em 2007, informou nesta terça-feira as Nações Unidas.

EFE |

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, explicou que Veness comunicou ontem sua decisão de abandonar o cargo de subsecretário-geral para a Segurança das Nações Unidas.

A renúncia de Veness acontece duas semanas depois que uma comissão investigadora liderada pelo veterano diplomata argelino Lakhdar Brahimi entregasse a Ban um relatório sobre o atentado de Argel e propusesse reformas nos dispositivos de segurança da ONU.

O secretário-geral indicou que Veness disse que está disposto a "carregar toda a responsabilidade por qualquer falha que tenha ocorrido no atroz atentado terrorista de 11 de dezembro de 2007 contra Nações Unidas".

"Veness voluntariamente ofereceu sua renúncia", explicou Ban, que expressou seu agradecimento pelo "alto sentido de dever e firme motivação profissional" do britânico.

O departamento foi criado há quatro anos após o devastador atentado contra os escritórios da organização em Bagdá, em 2003.

A renúncia desse especialista em terrorismo procedente da Scotland Yard parece ser a primeira conseqüência do relatório da comissão Brahimi, cujo conteúdo ainda não revelado pelo ONU por razões de segurança.

Leia mais sobre: ONU

    Leia tudo sobre: onu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG