Chefe de Guarda Presidencial do Haiti morre após ser resgatado por mexicanos

México, 17 jan (EFE).- O chefe da Guarda Presidencial do Haiti foi resgatado com vida por socorristas mexicanos entre os escombros do Palácio Nacional, colapsado após o forte tremor de terça-feira, mas morreu quando era atendido em um hospital de Porto Príncipe, informou hoje a Chancelaria do México.

EFE |

A equipe de socorristas mexicanos recuperou também armamento da guarda pessoal do presidente do Haiti, René Préval, e com isso "se atendeu a uma solicitação especial feita pelas autoridades desse país, para que as armas não caíssem em mãos de desconhecidos", informou a Secretaria de Relações Exteriores em comunicado.

Além disso, os especialistas recuperaram o computador pessoal da primeira-dama do Haiti, Elizabeth Preval, o que "também tinha sido uma solicitação especial das autoridades haitianas", destacou a SRE.

Por outro lado, a Chancelaria mexicana assinalou que um avião da Força Aérea mexicana, com oito pessoas que foram retiradas do Haiti, chegou ao hangar da Secretaria da Defesa Nacional na Cidade do México.

Na aeronave viajavam quatro mexicanos, três salvadorenhos e um haitiano com nacionalidade italiana, cuja esposa é mexicana. EFE jd/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG