Chefe das Farc quer relançar atentados e ligações com Chávez (imprensa)

O novo chefe da guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Alfonso Cano, quer relançar atentados e ações militares e dar continuidade às ligações com o governo de Hugo Chávez, segundo e-mail revelado neste domingo pelo jornal colombiano El Espectador.

AFP |

O chefe do Estado-maior colombiano, Freddy Padilla de Leon, em uma entrevista à rádio Caracol, confirmou a existência deste documento obtido pela inteligência militar e enviado ao secretariado (órgão dirigente) da guerrilha das Farc.

O "El Espectador", que resume o conteúdo do e-mail sem publicar citações precisas, afirma que o dirigente expõe na mensagem um plano em 14 pontos.

Ele fala, no e-mail datado de 16 de agosto, sobre a necessidade de revisar a tática da guerrilha e obter cinco ou seis milhões de dólares dos fundos do secretariado para comprar material de guerra e de comunicação.

Ele quer a criação de um partido político e a continuação das relações com "os amigos colaboradores do presidente Chávez", escreveu o jornal, colocando a frase entre aspas.

pro-mck/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG