Chefe da milícia ligado a Gbagbo é detido na Costa do Marfim

Segundo novo ministro da Defesa, ex-líder marfinense está sob custódia das forças de Alassane Ouattara e da ONU

iG São Paulo |

AFP
Destruição em local próximo à residência onde Gbagbo se escondia em Abdijan, na Costa do Marfim
O líder dos "jovens patriotas", Charles Ble Gloude, partidário do ex-presidente marfinense Laurent Gbagbo, foi detido por forças leais ao novo líder, Alassane Ouattara. Gloude, que é chefe da milícia ligada ao ex-líder, foi preso na quinta-feira e está em prisão domiciliar, de acordo com o porta-voz do novo governo, Patrick Achi.

Gbagbo foi detido na segunda-feira em Abidjan após quatro meses de crise, deflagrada pela disputa de poder com o rival Alassane Ouattara, presidente eleito reconhecido pela comunidade internacional. O ex-líder, que se recusava a deixar o poder, contestava os resultados eleitorais e não admitia derrota.

Nesta sexta-feira, o ministro francês da Defesa, Gerard Longuet, afirmou que Gbagbo está sob custódia na região norte do país por forças de Ouattara e da Organização das Nações Unidas.

"Ele está no norte do país após um acordo com as Nações Unidas, sob custódia das forças do presidente Ouattara supervisionadas pelas forças da Onuci (Missão da ONU na Costa do Marfim). Portanto não está sendo tratado de forma arbitrária", declarou Longuet ao canal de televisão francês LCI.

Gbagbo foi detido na segunda-feira pelas forças de Ouattara, dando fim a meses de impasse e violência no país. O ex-líder marfinense e sua família estavam refugiados há dias em um bunker subterrâneo da residência presidencial, que vinha sendo atacada por tanques franceses e helicópteros da ONU.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: costa do margimlaurent gbagboalassane ouattaraonu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG