Chefe da Junta Militar da Mauritânia recebe primeiro convite internacional

Nuakchott, 11 nov (EFE).- O presidente do Alto Conselho de Estado da Mauritânia, Mohammed Ould Abdelaziz, máxima autoridade no país, foi convidado pelo Kuwait para uma cúpula econômica, no primeiro convite recebido pelo chefe da Junta Militar golpista.

EFE |

Um enviado do xeque Sabah al-Ahmad al-Jaber al-Sabah, emir kuwaitiano, transmitiu, após chegar a Nuakchott, o convite a Abdelaziz, que assumiu o poder no país após um golpe de estado em 6 de agosto.

"Entreguei ao chefe de Estado um convite de sua alteza, o emir", disse à imprensa o xeque Ali al-Jerrah al-Sabah, vice-ministro de Exteriores no Governo kuwaitiano.

Na mensagem, o emir do Kuwait convida o presidente do Alto Conselho de Estado a visitar o Kuwait e a participar da cúpula sobre economia e desenvolvimento prevista para os dias 19 e 20 de janeiro do próximo ano.

Esse é o primeiro convite público dirigido ao novo líder mauritano para representar seu país em um fórum internacional, apesar das ameaças de sanções pela União Européia que pesam sobre a Mauritânia se o país não voltar à ordem constitucional anterior até 20 de novembro.

"As relações entre Kuwait e Mauritânia sempre foram fraternais", ressaltou o emissário do Kuwait, país que participa ativamente de programas de desenvolvimento na Mauritânia. EFE mo/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG