Chávez volta a Cuba para terceiro ciclo da radioterapia

O novo tratamento, segundo o próprio presidente venezuelano, consistirá em cinco ciclos de radioterapia

iG São Paulo |

AFP
Presidente venezuelano dará continuidade ao seu tratamento contra o câncer
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou na madrugada deste domingo (8), por sua conta no Twitter, que estava a caminho de Cuba para se submeter a mais uma etapa de seu tratamento contra o câncer diagnosticado no ano passado.

"Já sobre a pista do Aeroporto Internacional Simón Bolívar! Rumo a Havana, com a fé posta sobre o Cristo Ressuscitado! Viveremos e venceremos!", afirmou o presidente em sua mensagem.

Segredo de Estado: Câncer de Chávez mergulha Venezuela em incerteza

A ida a Havana para a terceira etapa de radioterapia ocorre em meio a rumores de que Chávez poderia viajar a São Paulo para uma avaliação no hospital Sírio Libanês, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou recentemente por tratamento contra um câncer na garganta e onde a presidente Dilma Rousseff se tratou contra um linfoma (câncer no sistema linfático).

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, também se tratou com sucesso contra um linfoma no Sírio Libanês.

Os rumores haviam sido iniciados por um jornalista venezuelano, que afirmou que membros da Guarda Militar venezuelana teriam viajado a São Paulo para cuidar da segurança de Chávez. O próprio presidente se encarregou de desmentir a informação em uma entrevista com a TV estatal venezuelana na sexta-feira.

"Amanhã à noite irei outra vez a Havana para continuar a luta pela saúde e pela vida", afirmou Chávez na entrevista.

No dia anterior, o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela afirmara que o presidente pretende viajar "em breve" ao Brasil para se reunir com a presidente Dilma Rousseff e para visitar Lula.

Mais cedo, o presidente venezuelano concedeu um pronunciamento transmitido na rádio e televisão locais lembrando que faltam apenas seis meses para as eleições presidenciais em que, assegurou, obterá a vitória "por nocaute".

Em 7 de outubro, Chávez tentará sua terceira reeleição em um pleito no qual enfrentará o atual governador do estado de Miranda, Henrique Capriles.

Entrevista ao iG: Favorito da oposição da Venezuela se inspira em Lula contra Chávez

Durante o discurso, Chávez se mostrou animado e assegurou que entre quarta e quinta-feira estará de volta à Venezuela para participar das cerimônias de comemoração dos 10 anos do golpe de Estado que o afastou do Governo por 45 horas.

O presidente foi operado de emergência em 10 de junho passado em Cuba por conta de um abscesso pélvico, e dez dias depois passou por uma nova intervenção para a retirada de um tumor cancerígeno do qual está sendo tratado desde então.

Em 24 de fevereiro deste ano, Chávez viajou novamente a Cuba para submeter-se a uma operação para a extração de pequeno tumor, que seria uma reincidência do câncer diagnosticado em junho.

***Com informações da BBC Brasil e EFE

    Leia tudo sobre: venezuelahugo chávezcubatratamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG