Johanesburgo, 3 set (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, partiu por volta das 12h30 (7h30 de Brasília) de hoje de volta a Caracas, após uma visita de um dia à África do Sul, na qual promoveu sua idéia de integração dos povos do sul, informou à Agência Efe uma fonte da Presidência venezuelana.

Chávez e o presidente sul-africano, Thabo Mbeki, se reuniram na terça-feira em Pretória, onde seus Governos assinaram um acordo marco de cooperação que, segundo os dois líderes, eleva à categoria de "estratégicas" as relações entre os dois países.

Em matéria energética, que foi o assunto central da visita, a Venezuela e a África do Sul assinaram dois memorandos de entendimento e um acordo, e Mbeki e Chávez anunciaram que, antes de dezembro, os dois países esperam ter um acordo global de colaboração econômica.

Além disso, Chávez e Mbeki prepararam a 2ª Cúpula da Comunidade de Nações África-América do Sul - que deve acontecer de 24 a 29 de novembro, na Venezuela -, e trataram assuntos diversos de interesse mútuo e internacional.

Chávez repetiu em Pretória que sua viagem era para "semear as bases da cooperação sul-sul".

"O mundo do norte, durante séculos, atropelou o mundo do sul, e já é hora de que o mundo do sul seja soberano, independente, sólido, forte", disse.

O programa oficial terminou com um jantar de honra oferecido por Mbeki ao líder venezuelano e, fora da agenda, foi informado apenas que Chávez recebeu no hotel onde se hospedou em Pretória o ex-presidente do Haiti Jean Bertrand Aristide. EFE cho/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.