Chávez viola Constituição promovendo candidatos, denuncia conselheiro

Caracas, 28 out (EFE).- Vicente Díaz, um dos cinco membros do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), acusou hoje o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, de violar a Constituição e a Lei Eleitoral ao promover a seus candidatos em atos nos quais participou como chefe de Estado.

EFE |

"Atuando como chefe de Estado, em atos públicos", o governante se dedicou a promover aos candidatos de seu Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) para as eleições municipais e regionais de 23 de novembro, denunciou Díaz em entrevista coletiva.

Após lembrar que a Constituição e a Lei Eleitoral proíbem os funcionários públicos favorecer "qualquer partido político", sustentou que Chávez o fez "de maneira reiterada", pelo que apresentará "solicitação de investigação administrativa" que espera ser respaldada pelos outros quatro reitores do Conselho.

Chávez violou "alguns artigos" da Constituição, "como o 145º, que estabelece que os funcionários públicos, incluindo o presidente da República, estão a serviço do Estado e não de partido nenhum".

Díaz adiantou que apresentará "dois casos precisos", nos quais, atuando como governante em atos televisados, "pronunciou-se a favor" das candidaturas do PSUV Mario Silva e Giancarlo Di Martino, que concorrem aos Governos dos estados de Carabobo e Zulia, respectivamente.

"Além disso", prosseguiu o conselheiro, Chávez falou "contra os candidatos opositores Pablo Pérez e Manuel Rosales", ambos do estado de Zulia.

"Atuando como chefe de Estado, em um ato que convocou (no sábado) com os empresários de Zulia, manifestou que o futuro governador desse estado, era o atual prefeito de Maracaibo e candidato do PSUV, Giancarlo Di Martino, e dedicou-se durante todo esse ato a promover sua candidatura", reiterou.

O CNE já atuou por esse motivo contra "ministros, empresas públicas e candidatos, e não acho que agora deva haver razão para um comportamento diferente", afirmou Díaz. EFE ar/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG