Chávez: Venezuela enviará embaixador aos EUA após saída de Bush

A Venezuela voltará a ter um embaixador em Washington assim que os Estados Unidos instalarem um novo governo, em janeiro, independentemente de quem vencer as eleições, declarou nesta terça-feira o presidente Hugo Chávez.

AFP |

"Assim que instalarem um novo governo, em janeiro, iniciaremos o procedimento, escolheremos um candidato, e veremos se eles aceitam, porque nosso pessoal (diplomático) ficou lá".

Chávez reafirmou que a explusão do embaixador americano em Caracas, Patrick Duddy, na semana passada, foi justificada. Horas depois, Washington expulsou o diplomata venezuelano Bernardo Alvarez.

"Nós expulsamos o embaixador ianque com razão. Primeiro por solidariedade com a Bolívia, e depois por nossas razões internas".

Chávez afirmou que a relação comercial com os Estados Unidos não vai mudar, apesar da crise diplomática.

"Não temos qualquer plano para prejudicar estas relações (...) Não importa quem vencerá as eleições (nos EUA), apenas desejamos um governo com o qual possamos conversar. Com (ex-presidente Bill) Clinton se podia falar", explicou Chávez, um crítico ferrenho do presidente George W. Bush.

bl/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG