Chávez vê difícil retorno de Zelaya à presidência de Honduras

CARACAS - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta segunda-feira que é difícil o retorno do presidente deposto Manuel Zelaya ao poder em Honduras, onde já se iniciou a campanha eleitoral para a eleição presidencial.

Reuters |

Apesar de Chávez ter exigido energicamente o retorno de seu aliado, deposto por militares e expulso do país há dois meses, ele reconhece que essa possibilidade é distante devido ao que chamou de influência de forças estrangeiras.

"Independentemente de Zelaya voltar ou não ao governo, a estas alturas é difícil na verdade pensar nisso, mas temos que continuar tentando, o povo de Honduras segue na luta", disse Chávez, que está na Líbia, em declaração por telefone à tevê estatal.

O governo de facto vem ignorando as pressões internacionais para restituir Zelaya no poder e garante estar pronto para enfrentar um eventual bloqueio econômico e diplomático até a passagem do poder em janeiro a um novo governo eleito.

O presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, acredita que quando um novo presidente assumir a pressão externa será amenizada, mesmo que a maioria da comunidade internacional tenha declarado que não reconhecerá nenhum governo inconstitucional.

Leia mais sobre Honduras

    Leia tudo sobre: honduras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG