Chávez vê bom sinal em EUA julgarem cubano ex-agente da CIA

Caracas, 10 abr (EFE).- O presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse hoje que parece ser um bom sinal a abertura nos Estados Unidos de um julgamento por mentira do anticastrista ex-agente da inteligência americana (CIA) Luis Posada Carriles, considerado pela Venezuela como o maior terrorista da América.

EFE |

"Abriram um julgamento nos EUA, e estão voltando a chamá-lo de terrorista. Parece um bom sinal dos EUA, da mudança que aparentemente está ocorrendo", disse Chávez ao canal "Telesur" durante um voo da China para Cuba, aonde chegou hoje para se reunir com Fidel e Raúl Castro.

Uma juíza dos Estados Unidos notificou ontem Posada Carriles sobre as novas acusações de perjúrio e obstrução à Justiça por mentir sobre sua participação em atentados em Cuba em 1997.

Posada, de origem cubana e ex-membro da CIA, é acusado por seu país e pela Venezuela de terrorismo.

Caracas pediu há mais de dois anos aos EUA a extradição do cubano, requerido pela Justiça venezuelana pela morte de 73 pessoas na explosão de um avião em 6 de outubro de 1976, quando ainda era agente da CIA.

Posada Carriles, de 81 anos, fugiu de uma prisão venezuelana, com a cumplicidade das autoridades, enquanto esperava a sentença definitiva pelo atentado. EFE rr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG