Chávez trata com Fidel e Raúl Castro a crise dos alimentos e combustíveis

Havana - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, conversou na segunda-feira durante três horas com o líder cubano Fidel Castro sobre as crises energética, alimentícia e financeira mundiais, segundo um comunicado divulgado hoje pela imprensa oficial de Cuba.

EFE |

O líder venezuelano se reuniu também com o presidente cubano, Raúl Castro, e com outras autoridades deste país, de acordo com a informação oficial, que desta vez não veio com imagens.

O comunicado detalha que Chávez se reuniu com Fidel Castro "pouco depois" de chegar a Havana na tarde da segunda-feira, e que, "durante três horas, compartilharam opiniões sobre temas de grande importância, como a crise dos alimentos, a crise financeira e a situação energética internacional".

Também trocaram idéias "sobre a situação na Venezuela e o positivo momento da revolução bolivariana, com o fortalecimento do PSUV (Partido Socialista Unido da Venezuela) e o processo para as eleições regionais (em novembro)", acrescenta o boletim.

Fidel Castro, que completará 82 anos em 13 de agosto, se recupera de uma doença intestinal e não aparece em público desde julho de 2006.

A imprensa cubana mostrou as imagens mais recentes de Fidel em meados de janeiro, quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou a ilha e se reuniu com o líder cubano.

Fidel Castro e Chávez, segundo o comunicado divulgado hoje, "concordaram na importância das missões sociais, das quais participam vários colaboradores cubanos, e na necessidade de aprofundá-la".

Com Raúl Castro, Chávez assistiu ontem à noite a um ato de homenagem aos integrantes da Missão Médica Martí, que completou cinco anos de trabalhos na Venezuela.

Chávez tinha anunciado, ao chegar a Havana, que analisaria com os irmãos Castro "a mãe das crises", como chamou a atual conjuntura de aumento dos preços mundiais dos alimentos e dos combustíveis.

No aeroporto José Martí, onde a imprensa estrangeira não teve acesso, Chávez disse que Fidel Castro está "pensando, escrevendo e ditando linhas estratégicas muito importantes para Cuba" e para a América.

O presidente venezuelano disse que "Fidel é o pai de todos os revolucionários e revolucionárias latino-americanos".

"A revolução anda para frente e em vitória (...), ondeando bandeiras e redobrando tambores", acrescentou Chávez, após ser recebido pelo vice-presidente cubano, Carlos Lage, e pelo ministro de Exteriores, Felipe Pérez Roque.

Chávez disse que, há poucos dias, recebeu uma mensagem de Fidel Castro sobre o agravamento das crises energética, alimentar e financeira no mundo.

"Fidel chama esta situação de mãe das crises", disse Chávez.

O governante venezuelano tinha anunciado no domingo passado, em seu país, a visita a Cuba para uma "reunião de trabalho" com Fidel Castro.

Chávez visitou Cuba com muita freqüência, a última vez em março, após assistir em Santo Domingo a uma cúpula do Grupo do Rio.

    Leia tudo sobre: chávezcubavenezuela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG