Presidente venezuelano foi submetido a uma operação em 26 de fevereiro para extração de tumor cancerígeno

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, retornou à Venezuela na noite de sexta-feira, depois de passar por uma operação em Cuba. O mandatário disse se sentir bem e "bastante recuperado" da intervenção cirúrgica à qual foi submetido em 26 de fevereiro para extração de um tumor cancerígeno .

Clima: Visto como segredo de Estado, câncer de Chávez mergulha Venezuela em incerteza

"Estivemos em processo de franca recuperação e seguimos em recuperação, devo continuar, vocês sabem, com muita disciplina nesse plano de recuperação física, mas devo dizer-lhes que me sinto bastante recuperado", indicou Chávez em sua chegada ao Aeroporto de Maiquetía, após permanecer três semanas em Cuba.

Chávez em cerimônia durante seu retorno de Cuba na noite de sexta-feira
EFE
Chávez em cerimônia durante seu retorno de Cuba na noite de sexta-feira
O líder, que anunciou que será disciplinado" com o processo de recuperação, afirmou estar próximo de seu peso normal. Além disso, ele disse que sua alimentação e seu ritmo de trabalho “pouco a pouco” vão sendo retomados.

"Que ninguém ache que tudo já passou. Não, estamos vencendo, mas devemos ser rigorosamente disciplinados. Devo seguir disciplina de recruta", declarou.

Chávez aterrissou na Venezuela depois de passar 21 dias em Havana, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica que retirou de sua região pélvica um tumor cancerígeno de dois centímetros, parte do tratamento de emergência contra o câncer. A primeira cirurgia à qual foi submetido foi em junho do ano passado.

Eleição

Na sua chegada à Venezuela, Chávez aproveitou para criticar duramente a oposição e cantar vitória na eleição presidencial de 7 de outubro, nas quais tentará sua terceira reeleição.

Reunião: Governo venezuelano divulga fotos de Chávez com Fidel Castro

O presidente venezuelano chegou acompanhado de sua mãe, Elena, e de suas filhas, assim como do chanceler do país, Nicolás Maduro, e de seu irmão, Adán Chávez, governador do Estado venezuelano de Barinas.

Em Maiquetía, foi recebido por seu gabinete de ministros, sob a liderança do vice-presidente Elías Jaua, antes de receber honras militares.

Em Caracas, o presidente venezuelano passará por sessões de radioterapia para tratar o câncer.

*Com EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.