Caracas, 14 mar (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, atacou hoje o que chamou o cinismo dos Estados Unidos, país que, segundo o governante, apresenta-se ao mundo como o modelo a ser seguido em matéria de respeito aos direitos humanos.

"Que cinismo! Atiraram até bombas atômicas e nunca pediram perdão, mataram milhões, mataram presidentes", ressaltou Chávez ao rejeitar o relatório apresentado pelo Departamento de Estado americano sobre direitos humanos.

O presidente da Venezuela elogiou o seu colega do Equador, Rafael Correa, que disse, também ao rejeitar o relatório de Washington, que poderia redigir um relatório sobre a situação dos direitos humanos nos EUA.

Segundo o relatório do Departamento de Estado americano, "a politização do sistema judiciário e o assédio e intimidação oficial à oposição política e à imprensa se intensificou" durante o ano passado na Venezuela. EFE ar/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.