O presidente venezuelano, Hugo Chávez, propôs nesta segunda-feira que o projeto de emenda à Constituição para permitir a reeleição indefinida, inicialmente prevista apenas para a presidência, seja estendido a todos os cargos eleitos por voto popular.

"Quero que o direito à livre candidatura, sem restrições, como se está planejando, seja ampliado para governadores, prefeitos e deputados nacionais e regionais, para que tenhamos todos o mesmo direito e a mesma dinâmica", pediu Chávez durante um ato do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), no poder.

A Assembléia Nacional (Parlamento) venezuelana aprovou, em 19 de dezembro, em primeira discussão uma proposta de emenda constitucional que permitiria a reeleição indefinida apenas para presidente.

O projeto, que ainda pode ser modificado, deverá ser referendado em uma segunda fase legislativa e, depois, sujeito a referendo nacional para ter vigência legal.

Já o partido Pátria Para Todos, aliado do PSUV, havia pedido que a emenda englobasse todos os cargos eletivos, e não apenas a presidência, alegando que, em caso negativo, o referendo seria, na verdade, um plebiscito sobre Chávez.

A proposta de reeleição presidencial sem limites foi questionada pela oposição venezuelana, alegando que isso levaria à perpetuação de um único homem no poder.

pt/tt/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.